quinta-feira, setembro 21, 2006

Um mais um são...?

Eram para aí uns dois ou três. Não seriam mais que quatro, os cinco que vi naquele dia subindo a rua, numa fila onde o sexto e último gritava “Esperem pelo sétimo porque se não ele fica para trás”, enquanto o oitavo se perdia olhando a montra de jornais. Aqueles nove eram extraordinários havendo até quem dissesse que dez como aqueles onze eram inseparáveis tantos e tão fortes eram os laços que uniam a dúzia de amigos. Naquele dia, os treze foram a um restaurante e pediram mesa para catorze. Mandaram vir sangria. Quinze jarros, um para cada um porque o décimo sexto preferiu Coca-cola.

1 comentário:

tonsdeazul disse...

:)
E por onde andam os restantes?