domingo, março 01, 2009

Subir



Descencendo de uma longa linhagem de linhas de linho deparei-me com um parapeito que me deixou perplexo embora tenha dúvidas se em vez de perplexo não tenha ficado antes preplexo. Escura ia a noite a caminho da claridade do dia que anseava por nascer embora às duas por três, não havendo duas sem três, estava certo que à terceira seria de vez.
Neste contexto e naquele sem texto ocorriam ocorrimentos que se sucediam à medida que certo tipo de acontecimentos aconteciam. Tudo era confuso e pouco era sem fuso o que me fazia andar perdido sem saber as horas, sem saber os minutos e pior... sem saber os segundos e os terceiros.
Desço a rua à procura de robalos grelhados com batata cozida e feijão verde. Mas o tempo não está para descer a rua. O melhor mesmo é subir a rua!

2 comentários:

BB (O.ö) disse...

Que fraca qualidade a desta foto!
Blachhhhhhhhhhhhhhhh

ruinzolas disse...

Concordo! Pelo menos, não se vê completamente o nariz!