quarta-feira, abril 26, 2006

Põe Azia

Não foi à esquina
Foi naquele chão
Onde aquela menina
Viu o escorpião.

Vestida de medo
Gritou, até ficar rouca
Até pediu ao Sr. Alfredo
Uma pá, vassoura e touca!

Verde, amarela e azulão
Cores lhe passaram pelo rosto
Uma pazada, duas e pazadão
Mais valia ter ido ao posto...

(médico)

4 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Ludwig disse...

mas os lacraus são assim tão interessantes para serem alvo de tantas quadras?

Mikas disse...

Ai bicho feio hehe

Cusca disse...

ah poeta!